quinta-feira, 2 de abril de 2009

"Quando Quero Carne" (Abaporu)

Quando quero carne...
quero sentir teu peito sobre o meu
de um jeito tão perto...
que se confundam os corações batendo
numa mistura de desejo e ritmo
Quando quero carne...
quero lamber a tua lingua
quero comer a tua boca
numa antropofagia de uma alma louca.
Quando quero carne...
quero me vestir de você
e tocar cada parte do teu ser
Quando quero carne
é a tua carne que quero
quero morder, quero lamber
quero chupar...
e fazer do teu corpo um lar
quero teu corpo pro meu amar
por que quando quero carne,
quero você.
mas não quero só a tua carne
quero também teu ser
para animá-la.
pois quero comer a tua
carne viva!
quero sentir a tua pele quente!
e minha lingua a percorre-la toda,
cada curva, cada contorno...
... quando quero carne, volto
a fundamental animalidade
do canibalismo,
e te COMO!






(Igor Barbosa)

3 comentários:

Ela.May disse...

perfeito!

Ela disse...

"Nós queremos bacalhau
A gente quer sardinha
O homem do pau-brasil
O homem da Paulinha
Pelado por bacantes
Num espetáculo
Banquete-ê-mo-nos
Ordem e orgia
Na super bacanal
Carne e carnaval" (Adriana Calcanhoto)

Igor Barbosa disse...

Carne e carnaval...
a um bacante
parece mais que magistral
pra melhor...derrame
um vinho por cima...
pronto: carne, carnaval
e um bom clima!
Tá completa a sua receita de orgia bacante!

Quem Passa:

Minha lista de blogs

Pesquisar este blog